‘Gincana Escolar’ retira mais de 134 mil objetos de terrenos de CM

gincana escolar dengue4

 

Imagine 134 mil objetos que poderiam se tornar criadouros do mosquito aedes aegypti no município de Cândido Mota. E pense que tudo isso e muito mais estão espalhados pelo município, prontos para se tornarem criadouros do transmissor de várias doenças. Pois bem, este é o número de objetos entregues pelos alunos que estão participando da ‘gincana escolar contra o aedes’, realizada pela Secretaria de Saúde através do Departamento de Vigilância Epidemiológica (‘VE’), em parceria com a Secretaria da Educação e Cultura e da Recicam. A ação está acontecendo durante este mês e a finalidade é arrecadar materiais recicláveis que podem se tornar criadouros do aedes aegypti. 

 

gincana escolar dengue3

 

“Estão participando da ação os alunos das escolas municipais ‘Olga Breve Alves’, ‘João Leão de Carvalho’ e ‘Helena Pupim Albanez’, e escolas estaduais ‘Antônio Fontana’, escola ‘Santo Hino’ e ‘São Francisco”, explicou Josiane Moreno Hilário, profissional de Informação Educação e Comunicação da ‘VE’.
E prosseguiu: “Explicamos aos alunos que o objetivo é a arrecadação de materiais recicláveis, que podem se tornar criadouros do aedes aegypti. São garrafas pet, latinhas de alumínio e embalagens plásticas, alguns exemplos de materiais. Papel e papelão não serão aceitos. Cada escola tem um dia da semana para fazer a entrega do material arrecadado. A premiação será para a escola que mais arrecadar recipientes e para a sala mais participativa. Os vencedores receberão um lanche com direito a bolo, sorvete, pipoca e refrigerante”.
Ela adianta que, diante da grande quantidade de objetos já coletados, é muito provável que esse número ultrapasse 200 mil objetos. “Por tudo o que estamos vendo, é muito provável que a coleta ultrapasse os 200 mil objetos coletados. É triste, mas ao mesmo tempo gratificante. Muitas famílias entram em contato conosco para dizer que estão estarrecidas com a quantidade de objetos encontrados e que, por isso mesmo, passarão a ficar mais atentas à situação e a fazerem a coleta seletiva com maior frequência. Dessa forma, cremos que estamos fazendo um trabalho de conscientização, e que ficará como legado para as futuras gerações”.

 

gincana escolar dengue2

 

Tristeza e satisfação

A diretora da Vigilância Epidemiológica Talita Franciscani, disse que o objetivo da gincana é envolver as crianças e professores, buscando eliminar os possíveis criadouros do aedes nos quintais e terrenos. “Imaginávamos que seriam arrecadados um número grande de material, mas infelizmente ou felizmente, passamos dos cem mil. Digo felizmente por termos eliminado este número de possíveis criadouros e infelizmente por imaginar que grande parte dele estariam sendo levados ao ‘Aterro Controlado’ de Cândido Mota. Todo este material está sendo encaminhado à Recicam”, destacou Talita Franciscani.
A secretária de Saúde Amanda Mailio Santana, ressaltou a importância da parceria com a Secretaria de Educação na luta contra as arboviroses. “É muito importante quando você tem crianças na luta contra a dengue. Em uma brincadeira, elas acabam ajudando e muito na eliminação de criadouros do aedes aegypti, que é o mosquito transmissor da dengue, Chikungunya e Zika”, disse a secretária. “Em um levantamento feito pela equipe de agentes de vetores da Vigilância em Saúde do município, o resultado apontado pelo Índice de Breteau, que mede a infestação de larvas do mosquito aedes aegypti, é de 13,2 no município. Isso significa que num grupo de 100 residências, 13,2 estão infestadas. De acordo com parâmetro do Ministério da Saúde a respeito do Índice de Breteau, o resultado é avaliado da seguinte forma; menor que 1,0 é satisfatório; de 1,0 a 2,9, alerta; e acima de 3,0, alto risco. Ou seja, estamos com índice extremamente alto e precisamos de todo o cuidado e apoio da comunidade”, frisou.

 

gincana escolar dengue1

 

O secretário Celso Josepetti, da Educação e Cultura, também falou sobre a parceria. “As escolas têm realizado vários projetos com alunos, na prevenção contra a dengue. Alunos da educação infantil já ficam sabendo que a dengue é perigosa e que o mosquito precisa de água parada para sobreviver. Com a gincana, as crianças acabam aprendendo ainda mais e se conscientizam dos riscos da doença e os cuidados que devem ser tomados para evitá-la. O melhor de tudo isso é que as crianças colocam suas famílias para ajudarem na coleta, ou seja, mobilizam um grande numero de pessoas”, falou o secretário.

Ação em família

Como prova daquilo que disse o secretário Celso Josepetti, as mães Jucilene Dutti e Suenia Barbosa e a avó Claudete Oliveira, falaram da disposição dos filhos e neto na procura de materiais. “Eles ficam com tanto entusiasmo na busca destes materiais que até a gente sai atrás. A gente começa a prestar mais atenção no quintal, nos terrenos vagos e até na rua. É extremamente importante esta ação com as escolas”, disseram. 

O prefeito Roberto Bueno destacou a importância da criança como agente multiplicador. “Como disseram os secretários Amanda e Celso, o que a criança aprende leva para casa e cobra de toda família. Com o aprendizado prático, isto é, na coleta de reciclável, ela já sabe que aquela garrafa ou qualquer outro objeto que acumule água não pode estar no local. Além disso, tem a colaboração da Recicam, que é outro fator importante. Parabéns a todos os envolvidos”, falou Roberto Bueno.

E concluiu: “O índice de densidade larvária, apesar de estar acima do indicado, vem diminuindo, e isto é graças às ações de controle do vetor. Temos trabalhado muito com a equipe da Secretaria de Saúde, mas pelo montante arrecadado pelos alunos podemos observar que ainda existem milhares de possibilidades para os mosquitos transmissores da dengue. Precisamos da colaboração de toda a sociedade. Esta é uma luta que tem que ser travada com união”.

 

Pesquisar Google

Google

Área Restrita



Links


  banner esic

 

nota_fiscal_-_icone.jpg

  




Prefeitura Municipal de Cândido Mota - Rua Henrique Vasques, 180 - CEP 19880-000 - Telefone (18) 3341-9350 - Cândido Mota - SP