CM realiza ‘Sarau Cultural’ após 27 anos

primeiro sarau2

 

Depois de 27 anos, o município de Cândido Mota realizou um ‘Sarau Cultural’. O último evento foi realizado no antigo prédio da Câmara de Vereadores em 1991, com o então secretário de Cultura Celso Josepetti, tendo o radialista Roberto Bueno como apresentador. Depois de 27 anos, a mesma dupla, Roberto Bueno como prefeito de Cândido Mota e Celso Josepetti novamente como secretário da Educação e Cultura, realiza o ‘1° Sarau Literário Poético’ da Biblioteca Municipal ‘Lucillene Gargel Yera’.

O evento aconteceu na noite da última quarta-feira, dia 21, com o lançamento do livro ‘Eu no mundo que sou no mundo que é em mim’, do poeta e escritor cândido-motense Éder Rafael de Araújo. Estiveram presentes os secretários municipais de Governo Luiz Carreira, e de Educação e Cultura Celso Josepetti, além do supervisor de Ensino Cláudio Viccioli, da diretora do Departamento de Cultura Luciane Caron e representantes da educação e cultura do município.

 

primeiro sarau1

 

O secretário Celso Josepetti contou o provérbio chinês do ‘bambu’ para descrever os dois momentos, de 1991 e agora de 2018. ‘Depois de plantada a semente do bambu chinês, não se vê nada por aproximadamente cinco anos - exceto um diminuto broto. Todo o crescimento é subterrâneo; uma complexa estrutura de raiz, que se estende vertical e horizontalmente pela terra, está sendo construída. Então, ao final do 5º ano, o bambu chinês cresce até atingir a altura de 25 metros”, falou.

E prosseguiu: “Muitas coisas na vida pessoal e profissional são iguais ao bambu chinês. Você trabalha, investe tempo, esforço, faz tudo o que pode para nutrir seu crescimento e, às vezes, não vê nada por semanas, meses ou anos.

 

primeiro sarau3

 

 

Mas, se tiver paciência para continuar trabalhando, persistindo e nutrindo, o seu 5º ano chegará; com ele virão mudanças que você jamais esperava. Sinto como se tivesse plantado esta sementinha nos sarais realizados em 91 e hoje começamos a ver seu crescimento. E tenho a certeza que a partir deste primeiro Sarau da Biblioteca teremos muitos outros eventos com a participação cada vez maior da população, não só prestigiando, mas participando”.
Ele destacou o novo espaço da biblioteca, que permite o ‘sonho’ e a ‘realização’ de outros eventos culturais no município. “Agradeço o empenho da diretora de Departamento de Cultura Luciane Caron, da funcionária Márcia Rocha pelo capricho e dedicação para que tudo chegasse onde chegou a nossa biblioteca. Agradeço ao prefeito Roberto Bueno, que desde o início do seu governo tinha a intenção de melhorar e colocar à disposição da população um espaço com acessibilidade para ser a sede da biblioteca”, ressaltou.

Visão da realidade

A funcionária Luciane Caron também destacou a importância da nova sede da Biblioteca Municipal, na rua Ângelo Pípolo, 415. “Este espaço proporciona uma série de eventos que estamos buscando para colocar na programação literária. O primeiro já foi alcançado e gostaria de fazer um agradecimento especial ao escritor Éder, por nos ter dado a honra de sediar o lançamento de sua obra poética. Agradecer também o prefeito Roberto Bueno e o secretário Celso Josepetti, pela maneira como olham e trabalham a educação e cultura na nossa cidade. É através dessa valorização que conseguiremos ter uma visão mais limpa e verdadeira da nossa realidade”, falou a diretora.

 

primeiro sarau4

 

O secretário Luiz Carreira, representando o prefeito Roberto Bueno, agradeceu a presença do público e disse que se tratava de um ‘momento para ficar marcado na história do município’. “Não só pelo lançamento do livro, retorno do Sarau, mas também por esta sede. A biblioteca ajuda na formação de novos leitores, mas para ela exercer este papel, é preciso acervo, não só de livros, mas de ações que tragam as crianças e também adultos para este espaço”, disse.

Depois das palavras dos secretários e da diretora, o poeta e escritor Éder Rafael de Araújo mostrou com palavras, como é importante um evento como o Sarau e comentou sobre seu livro. “Estar aqui lançando meu livro, exatamente no dia mundial da poesia, me dá um orgulho muito grande. No tempo em que falta um olhar poético sobre as coisas, estarmos aqui reunidos para falar exatamente de poesia. Nada melhor que estar dentro de uma biblioteca. Agradeço aos dirigentes da educação e cultura de Cândido Mota pela preocupação em ter um espaço como este”, disse o escritor. 

 

primeiro sarau5


Ele autografou o livro que, como disse, teve a mesma importância de uma gestação: “Foram muitos anos para concluir este livro. Estou muito feliz por estar aqui neste momento”, disse. Após as palavras do escritor, várias poesias foram lidas por ele e pelos participantes. Logo em seguida foi servido um coquetel e as conversas em rodas giravam em torno de como foi importante o ‘retorno do evento cultural’.

 

Pesquisar Google

Google

Área Restrita



Links


  banner esic

 

nota_fiscal_-_icone.jpg

  




Prefeitura Municipal de Cândido Mota - Rua Henrique Vasques, 180 - CEP 19880-000 - Telefone (18) 3341-9350 - Cândido Mota - SP