SAAE alerta para uso racional da água

vista estacao

 

O secretário do Serviço Autônomo de Água e Esgoto, o Saae, Ângelo Antonio Maia e o diretor da autarquia Carlos Alberto de Oliveira, acompanharam o diretor de Departamento de Meio Ambiente e Resíduo, Paulo Moreira Junior e o engenheiro agrônomo da Secretaria de Meio Ambiente neste dia 9 em visita às ‘Estações de Abastecimento de Água’ do município. Segundo informaram, o intuito foi a verificação do processo e levantamento a respeito do tratamento e distribuição para a população.

O secretário Ângelo Maia explicou que o Saae realiza diariamente ensaios e análise da água que é retirada através de poços e destinada ao consumo da população. “Estes ensaios têm por finalidade constatar a pureza e a não contaminação da água, para que possa ser distribuída sem causar problema para a saúde dos usuários”, explicou o secretário.

A Estação de Tratamento de Água, a ‘Eta’, é o local onde ocorre a purificação da água captada de alguma fonte para torná-la própria para o consumo. A captação da água bruta é feita em rios ou represas que possam suprir a demanda da população e das indústrias, levando em conta o ritmo de crescimento. Antes que vá para o sistema de distribuição através de adutoras, a água passa por um processo de tratamento com várias etapas.

O processo de tratamento utiliza processos físicos e químicos para que a água adquira as propriedades desejadas, que a torne própria para o consumo humano. A primeira etapa do tratamento é o gradeamento, que se utiliza de grades para deter impurezas maiores como vegetal sobrenadante. Depois a água segue para uma etapa de floculação, quando através de agentes químicos (coagulantes), como o cal ou o sulfato de alumínio, sais de ferro III ou policloreto de alumínio (Pac), as partículas de sujeira se aglomerarem para em seguida decantarem no fundo do tanque próprio para isso.

Em seguida a água vai para a filtração, passando através de filtros compostos por carvão, areia e cascalho. Por fim, a água recebe aditivos químicos, que corrigem a acidez com a cal hidratada. Após é adicionado o cloro, que age como desinfetante, e o flúor, adicionado para reduzir o problema de cáries na população.

Uso consciente

Paulo Moreira Junior falou da importância do uso consciente e racional da água. “É tão importante a forma como a água é utilizada, que a Organização das Nações Unidas – Onu, criou o ‘Dia Internacional da Água’, que é comemorado no próximo dia 22. O objetivo foi criar mecanismo para que sejam debatidos temas relacionado a este bem natural e de riqueza mundial”, destacou o diretor de Departamento de Meio Ambiente e Resíduo da prefeitura de Cândido Mota.

E prosseguiu: “Sabemos que dois terços do planeta Terra é formado por água. A razão é que pouca quantidade, cerca de 0,008 % do total deste precioso líquido do planeta, é potável, ou seja, própria para o consumo. Grande parte das fontes de água são rios, lagos e represas e muitos estão sendo contaminados, poluídos e degradados pela ação predatória do homem. Esta situação é preocupante, pois poderá faltar, num futuro próximo, água para o consumo de grande parte da população mundial”. 
E completou o ambientalista: “Pensando nisso, foi instituído o Dia Mundial da Água, cujo objetivo principal é criar um momento de reflexão, análise, conscientização e elaboração de medidas práticas para resolver tal problema. Devemos preservar este bem precioso, água é saúde, água é vida! É dever de todos economizar e tratar este recurso natural de forma racional”.

O secretário Ângelo Maia, por sua vez, reforçou que o Saae realiza junto à comunidade trabalho voltado à conscientização sobre a importância de preservar esse importante bem da natureza. “Em todas as ações, o Saae destaca as várias maneiras de economia do líquido. Tomar banhos rápidos, consertar a rede assim que aparecerem vazamentos, manter a torneira muito bem fechada ao ensaboar as louças, não usar a mangueira para limpar a calçada, usar vassouras para limpezas. Enfim, são algumas das inúmeras maneiras de se evitar o desperdício”, detalhou Ângelo Maia.

O prefeito Roberto Bueno disse que ‘se a água for usada com economia, de maneira racional, o consumo será menor’. “São medidas simples, que podem ser adotadas por todos, visando a economia de água. Além disso, o uso racional e responsável da água são fundamentais para que o futuro da humanidade tenha esse bem natural para usufruir”, completou o prefeito.

 

Pesquisar Google

Google

Área Restrita



Links

 

portal


  banner esic

 

 

 

 

nota_fiscal_-_icone.jpg

 

 




Prefeitura Municipal de Cândido Mota - Rua Henrique Vasques, 180 - CEP 19880-000 - Telefone (18) 3341-9350 - Cândido Mota - SP