Zacharias Jabur assina convênio para liberação de 200 casas em CM

 

 O prefeito de Cândido Mota, Zacharias Jabur, esteve na quarta e quinta-feira em São Paulo e assinou convênio para liberação de R$ 2 mil por unidade da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), com o secretário Silvio Torres. Ele esteve, ainda, ratificando pedidos ao secretário chefe da Casa Civil, Edson Aparecido, na companhia dos prefeitos que integram o Consórcio Intermunicipal do Vale Paranapanema (CIVAP), junto com o sub secretário Rubens Curi.
“Fiquei bastante satisfeito por assinar, na quarta-feira, pela liberação do convênio de R$ 2 mil por unidade do CDHU com o secretário Silvio Torres. Agora, estamos aguardando a liberação da verba visto que já assinei o convênio e agora vem a liberação para a aquisição dos terrenos das unidades, uma promessa do governo Geraldo Alckmin quando esteve em Cândido Mota, na inauguração do posto do Corpo de Bombeiros”, disse.
Na oportunidade, o governador Geraldo Alckmin concedeu parceria na construção de 200 casas e ratificou a importância da conquista da casa própria para os munícipes. “O dinheiro do aluguel é sem volta. Todo mês é preciso gastar um ‘X’ por algo que não nos pertence. Então, os cândido-motenses beneficiados, poderão investir uma quantia por mês na sua própria casa”, destacou Alckmin na cessão do benefício.
Jabur, por sua vez, explicou que as casas serão distribuídas entre cidades e distritos. “Nós as distribuímos sendo 130 na cidade, 30 para Nova Alexandria e Frutal do Campo e dez para o Santo Antonio do Paranapanema, o Porto Almeida. Os locais tanto nos distritos como em Cândido Mota já foram definidos pois é uma das prerrogativas para obter o benefício. Assim, o CDHU envia um técnico para autorizar o projeto e, baseado nisso, começa o processo de desapropriação ou compra, ou num terreno próprio da prefeitura onde o projeto possa ser implantado”, explicou.
Quadra
O vereador Alfredo José Bolzan esteve junto com Jabur entregando solicitação de uma quadra poliesportiva no distrito de Nova Alexandria, agregada às unidades habitacionais. O prefeito lembrou que a parceria e o apoio da Câmara de Vereadores tem sido de grande importância para o município. “Temos, na Câmara, um grande parceiro para os projetos desenvolvidos em nosso município. Assim, junto com a equipe de secretários e do meu vice, Bonini, planejamos levar, sempre, qualidade de vida à nossa população”, comentou.
Civap
No palácio dos Bandeirantes, na capital paulista, Zacharias Jabur e os prefeitos do Civap se reuniram com o secretário Edson Aparecido e o sub secretário Rubens Curi, além dos deputados Mauro Bragado e Samuel Moreira. Foram entregues pedidos e reivindicações em conjunto, para o Vale Paranapanema e, em seguida, cada prefeito se reuniu, particularmente, com o secretário. Jabur também esteve na Assembléia Legislativa, num encontro com os deputados buscando a liberação de emendas por parte dos parlamentares para o município.
“Num primeiro momento, foi solicitada uma usina de asfalto para ser instalada através do CIVAP. Em seguida, quando tivemos a oportunidade de expor nosso pedidos a Cândido Mota, eu solicitei a revitalização da rodovia vicinal ‘Natal Passareli’, que liga Cândido Mota a Usina Pari, com apoio da prefeita Ismênia Mendes, de Palmital. Também reforcei o pedido da capa asfáltica liberada pelo governador quando fez sua visita, na inauguração dos Bombeiros”, comentou.
Saúde
O chefe do Executivo cândido-motense ratificou a saúde como prioridade da atual administração e fez pedidos referentes ao Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). “Solicitei, também, na saúde, uma agilização na liberação dos projetos, principalmente a reforma e ampliação do CAPES, uma sala de fisioterapia e aparelhos para serem usados pela secretaria de Saúde no dia-a-dia de atendimento. Além disso, também pedi um veículo para que a equipe possa utilizar quando necessário”, acrescentou.
       
       
       
       

 

 
Prefeito destaca o uso da água com responsabilidade e sem desperdício.

O prefeito Zacharias Jabur, o vice, Antonio Carlos Bonini de Paiva, além do diretor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), José de Almeida Sobrinho e do vereador Alfredo Bolzan ressaltaram, em entrevista no Paço Municipal, a importância do uso racional da água, evitando-se o desperdício e, como consequência, problemas no abastecimento.
Jabur pediu, mais uma vez, a parceria dos cândido-motenses e ressaltou que se trata de um bem finito. Em sua visão, trata-se de uma ação importante pois, apesar do município, felizmente, não ter problemas com o abastecimento até agora, há certa preocupação. “Estou preocupado com o clima quente em todo o Brasil e, por consequência, a água se torna mais essencial ainda à vida. Por isso, a importância da racionalização em nosso município, onde contamos com a população para que se faça o uso consciente da água, com racionalidade. Quer dizer, usar na necessidade do dia-a-dia. Felizmente, ainda não há falta de água em Cândido Mota, o que há é problema na distribuição da água nas caixas d’água dos bairros. E a racionalização é importante para que a população não sinta o desagradável fato de abrir a torneira e não ter água para a utilização diária“, apontou.
Além do pedido do prefeito, o diretor do SAAE, José de Almeida, explicou que há alguma dificuldade para que a água chegue em alguns bairros e a racionalização pode amenizar o problema. “Temos alguns problemas para fazer com que a água chegue aos bairros. Por isso, pedimos a racionalização por parte da população. Usando racionalmente a água, ela não vai faltar para um vizinho pois há casos em que verificamos a falta de água. Quando fomos verificar caso a caso, três casas à frente, um morador estava lavando a calçada”, ressaltou.
Mais uma vez, José de Almeida deixou claro que o encanamento muito fino e antigo dificulta a passagem da água. Ele apontou investimentos como a solução para o problema e disse que a administração está atenta para a solução definitiva visando a qualidade do serviço. “Graças a Deus, não há falta de água em Cândido Mota. Só estamos enfrentando problemas de evasão de água, pois os encanamentos que foram colocados na cidade são muito finos, de duas polegadas. Precisamos fazer investimentos e estes só podem ser feitos se houver uma correção nas tarifas que não afetarem o bolso da população. Só faremos quando pudermos arcar com o investimento para que a população não seja afetada”, comentou.
O diretor do SAAE comentou, também o problema na Vila São Judas, que foi amenizado e ficará melhor com essa racionalização proposta na oportunidade. “Está aí o prefeito Zacharias e o vice, Bonni, tentando levar a melhor água, tratada e com grande responsabilidade proporcionando saúde às pessoas, já que foi promessa de campanha. Já conseguimos amenizar o problema na Vila São Judas e hoje a água que não chegava, já chega, embora ainda não seja o ideal, a solução definitiva. Hoje, está em menor quantidade, mas com a colocação da caixa d’água na vila Alpina, o problema será resolvido“, observou.
Bonini ressaltou, por sua vez, que a tarifa social objetiva possibilitar economia da água, que é um bem finito.Aqui, em Cândido Mota, ninguém viveu racionamento, mas é algo terrível você chegar em sua casa abrir a torneira e não ter água. Assim como aconteceu na vila São Judas não faz muito tempo. Assim, eu acho que não temos problemas hoje. Mas se houver desperdício, poderá faltar, sim. Ainda mais com o calor que está fazendo, que acaba induzindo as pessoas a usarem mais água. Mas usar para aquilo que é necessário. Evitar de lavar calçada, asfalto. Basta ver a capital, Diadema, São Bernardo, e aqui na nossa região, Ourinhos, Bauru e Marília. Graças a Deus, não temos esse problema. E se a população usa com consciência, não vai faltar até porque o período de chuvas está passando e não está sendo suficiente”, enalteceu.

 
« InícioAnterior231232233234235236237238PróximoFim »

Página 236 de 238

Pesquisar Google

Google

Área Restrita



Links


  banner esic

 

nota_fiscal_-_icone.jpg

  




Prefeitura Municipal de Cândido Mota - Rua Henrique Vasques, 180 - CEP 19880-000 - Telefone (18) 3341-9350 - Cândido Mota - SP