Cândido Mota intensifica mutirão de limpeza contra proliferação do aedes e de escorpiões

sao judas limpeza3

 

Muito se tem falado em escorpião e dengue, e com esta preocupação a prefeitura de Cândido Mota, através das secretarias de Agricultura e Meio Ambiente, Obras e Saúde vem realizando várias ações no município. Uma delas está acontecendo desde o último dia 26, com mutirão de limpeza no bairro São Judas. Em uma semana foram recolhidos entulhos que resultaram em aproximadamente 80 viagens de caminhão caçamba até o aterro controlado municipal.

O secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Paulo Moreira Junior, destacou o trabalho que vem sendo realizado pelos funcionários e a necessidade da população colaborar. “Temos trabalhado muito, na roçagem, capinagem e no recolhimento de entulhos em vários bairros da cidade e distritos. Temos vários pontos no município onde algumas pessoas transformaram em locais de descartes irregulares de entulhos”, explicou.

 

sao judas limpeza1

 

“Há vários exemplos onde a prefeitura realiza regularmente a limpeza e em poucos dias o local está novamente cheio de lixo. Precisamos do apoio e colaboração da população não só em não realizar o descarte no local, como também denunciar através do telefone 3341-5237. Após a denúncia, os infratores são notificados e penalizados com multas e pagamento da retirada do resíduo conforme a lei municipal nº 699, de 30 de dezembro de 1998”, continuou Paulo Moreira.

 

sao judas limpeza5

 

Saúde
A secretária de Saúde Amanda Mailio Santana explicou que as ações são de prevenção contra a formação do criadouro do mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue, e também do escorpião. “Como parte da Semana Estadual de Mobilização contra o mosquito aedes aegypti, realizamos uma reunião com moradores da vila São Judas no dia 26 de novembro, que teve saldo positivo, pois tanto o poder público foi representado pelos membros da Vigilância, quanto os moradores puderam expor suas ideias e pontos de vista”, relatou.

 

sao judas limpeza4


E disse ainda: “Foi realizado também no dia 30, na escola municipal João Leão de Carvalho, o ‘Dia da Troca’, onde as crianças levaram materiais que acumulavam água e trocaram por balas. Nossos agentes de controle de vetores realizam visitas às residências durante o ano todo como medida preventiva e busca localizar e eliminar os focos do mosquito aedes aegypti e temos também a preocupação com o escorpião que se esconde em entulhos, embaixo de pedras, mato, lixo, tijolos, telhas, entre outros ambientes”.

Densidade larvária

A diretora da Vigilância em Saúde Talita Franciscani, destacou o perigo apontado pela nova Análise de Densidade Larvária, a ADL, feita em Cândido Mota em outubro. “O levantamento realizado em 550 moradias, apontou indicador de infestação de larvas do mosquito transmissor da doença de 6,1 pontos no Índice Breteau (IB). Isso significa que a cada 100 imóveis visitados 6,1 foram encontrados focos do mosquito”, disse.

Ela também ponderou que ‘não são apenas os números que inquietam a Vigilância em Saúde, mas a falta de preocupação por parte da população, que insiste em manter os criadouros do vetor’. “A maioria dos recipientes encontrados são passíveis de remoção ou sem utilidade, ou seja, os objetos não necessitavam estar nos quintais; poderiam ter sidos descartados ou encaminhados a reciclagem. Outro fator alarmante é o clima, com calor e chuva, sendo que estas duas condições são a somatória perfeita para acumular água parada e propiciar a proliferação do mosquito transmissor da dengue,” disse.
O prefeito Roberto Bueno também reafirmou a preocupação que tem quanto ao aedes e agora também com o escorpião. “Batemos muito na mesma tecla ao afirmar que quintais com acúmulo de entulhos, madeira, tijolos e materiais inservíveis são locais propícios para surgimento dos escorpiões e proliferação de criadouros do mosquito da dengue. A situação é preocupante e temos que estar atentos a estas duas situações. Precisamos mais do que nunca do apoio e colaboração da população”, disse o prefeito.

 

sao judas limpeza2

 

E finalizou: “Os nossos agentes estão nas ruas e precisam da permissão dos moradores para entrar nas residências, com a finalidade de prevenção. A colaboração da população vem com atitudes e cuidados simples como não acumular materiais inservíveis, remover a água dos pratos das plantas, remover ou colocar os pneus em locais cobertos, limpar o quintal removendo materiais que possam acumular água, limpar as calhas do telhado, lavar diariamente vasilhas dos animais de estimação, entre outras tarefas simples, mas que possuem efeitos muito grandes em relação à dengue e ao escorpião”.

 

 
Secretaria de Saúde de Cândido Mota alerta sobre medidas preventivas contra escorpiões

escorpiao alerta

Nos últimos meses, tem sido intenso o debate sobre o aparecimento de escorpiões na região. Diante disso, a Secretaria municipal de Saúde de Cândido Mota está alertando os moradores para a prevenção de acidentes. O escorpião amarelo, ou Tityus Serrulatus, é uma espécie muito bem adaptada ao ambiente urbano, razão pela qual muitas pessoas têm encontrado esses animais em residências. Ele tem entre seis e sete centímetros de comprimento e é considerado o mais venenoso da América do Sul.

São animais peçonhentos que injetam veneno por um ferrão na ponta da cauda e o acidente ocorre, geralmente, quando a vítima encosta no animal com as mãos ou com os pés. A picada do animal pode acarretar sérios riscos à saúde e até matar. Os mais predispostos a riscos fatais são as crianças e os idosos.
O grande problema é que não existe possibilidade de eliminar, apenas controlar, pois não é um animal passível de erradicação. Eles podem ser encontrados em ambientes habitados pelo homem, principalmente próximos a córregos, cemitérios, construções e linha férrea. E se escondem próximos às residências, entulhos, embaixo de pedras, mato, lixo, tijolos, telhas, entre outros ambientes.

Dentro das casas, a atenção, em especial, deve ser na saída de esgoto, ralos e caixa de gordura, pois os escorpiões procuram locais escuros e se alimentam principalmente de baratas. Por isso, a importância de combater o aparecimento desses insetos.

De acordo com a Secretaria de Saúde, segundo orientações recebidas essa semana da Sucen e do Ministério da Saúde, é desaconselhável a utilização de venenos para acabar com os escorpiões. Qualquer inseticida tem propriedades desalojantes para o escorpião. Eles ficam incomodados com a presença do inseticida; não morrem, mas saem de seus esconderijos, o que pode favorecer novos acidentes, ou picadas.

 

escorpiao1

 

Recomendação
A recomendação é sempre fazer uma vistoria em roupas e calçados antes de usar, afastar móveis das paredes e não deixar roupas de cama encostarem no chão. Outra dica é colocar telas em janelas, ralos e vedar portas com protetores. Não deixar material como papelão, tijolo, telha e entulhos no quintal.
Segundo a diretora do Departamento de Vigilância Epidemiológica, Talita Franciscani, normalmente o escorpião busca se esconder das pessoas em frestas e lugares úmidos e com presença de matéria orgânica. “É muito importante que as pessoas mantenham o quintal e os terrenos limpos evitando assim o aparecimento desse animal peçonhento. Caso alguém encontre um escorpião em casa, recomenda-se que não manipule o animal, para evitar picadas”, disse.

“Em caso de picada, é importante ir o mais rápido possível para a Santa Casa de Cândido Mota para avaliação médica e, caso haja necessidade do soro, o paciente será encaminhado para Unidade de Pronto Atendimento, a Upa de Assis”, enfatizou Talita Franciscani. Ela alerta que para outras informações, deve-se procurar o Departamento de Vigilância em Saúde, na rua Assad Chadi, 358, ou ligar no telefone (18) 3341-1373.

 

 
« InícioAnterior12345678910PróximoFim »

Página 2 de 333

Pesquisar Google

Google

Área Restrita



Links

 

portal


  banner esic

 

 

 

 

nota_fiscal_-_icone.jpg

 

 




Prefeitura Municipal de Cândido Mota - Rua Henrique Vasques, 180 - CEP 19880-000 - Telefone (18) 3341-9350 - Cândido Mota - SP