PAT Informa: PROGRAMA FRENTE DO TRABALHO

pat

 

O Programa Emergencial de Auxílio-Desemprego, criado em 08/06/1999 e também conhecido como ‘Frente de Trabalho’, proporciona qualificação profissional e renda para cidadãos que estão desempregados e em situação de alta vulnerabilidade social. Isso é feito por meio de atividades como limpeza, conservação e manutenção de órgãos públicos estaduais e municipais.

O programa ajuda quem está desempregado há mais de um ano, por meio de atividades de seis horas diárias, realizadas durante quatro dias por semana. No quinto dia, o beneficiado faz um curso de qualificação ou alfabetização. Esse vínculo dura nove meses.

São atendidos trabalhadores desempregados há mais de um ano, maiores de 17 anos e residentes há pelo menos dois anos no Estado de São Paulo.

Benefícios

Os participantes da Frente de Trabalho recebem bolsa-auxílio de R$ 300,00.

Os participantes prestam serviços de interesse local (quatro dias da semana – 6h/dia) e frequentam o curso de qualificação profissional, um dia por semana.

O PEAD reserva 3% e 2% para atendimento de Pessoas com deficiência física e egressa.

As inscrições deverão ser realizadas nos dias 19, 20 e 21 de junho, no PAT de Cândido Mota na rua Antonio da Silva Vieira, 601 das 08 às 11 horas e das 13 às 16 horas.

Trazer Xerox dos seguintes documentos: RG, CPF, Comprovante de residência e Carteira de Trabalho (página da foto e do último emprego). Comprovando estar a mais de um ano desempregado.

 
Fundo Social de CM conclui campanha do agasalho

entrega agasalho2

 

O Fundo Social de Solidariedade de Cândido Mota realizou na manhã desta quarta-feira, dia 13, a entrega de roupas, cobertores e calçados arrecadados na Campanha do Agasalho 2018, aos moradores do distrito do Frutal do Campo. “Com esta ação, fechamos o nosso mapa de entrega, e concluímos a nossa campanha bairro a bairro. Já havíamos entregues às famílias em vulnerabilidade dos bairros São Judas Tadeu, Jardim Vitória, São Geraldo, Alvorada, Conjunto Habitacional Sebastião Alves Borges, vila Assunta, vila Pires, São Roque, Chácara do Padre, Sol Nascente, Populares, jardim Tangará, distritos de Nova Alexandria, Porto Almeida e patrimônio de São Benedito e no Frutal do Campo. Foram entregues no total 1.970 senhas, o que significa que quase duas mil famílias em vulnerabilidade foram atendidas”, descreveu a presidente do Fundo Social de Solidariedade. Neia Bueno.

 

entrega agasalho1

 

“Tenho que destacar o apoio das líderes da Pastoral da Criança, que nos passam o número de famílias em cada bairro e, portanto, o número de senhas entregues”, explicou Neia Bueno. Ainda segundo a presidente, ‘a Pastoral da Criança sempre foi parceira do Fundo Social’. “Neste ano não podia ser diferente. Esta é a nossa décima campanha e a cada edição procuramos melhorar a nossa entrega, para atendermos um número maior e com mais qualidade ainda”, explicou Neia Bueno.

E prosseguiu: “A cada edição fazemos um balanço para ver o que devemos manter e o que temos que mudar para sempre melhorarmos a nossa campanha. O sistema de senhas, por exemplo, é muito bom, pois as famílias beneficiadas as recebem com vários dias de antecedência, para que saibam o horário e data da entrega. No dia agendado, as roupas são separadas de forma organizada e as pessoas têm tempo para escolher, já que dividimos em grupos, e entre um e outro, a diferença é de 40 minutos. Para que a oportunidade seja igual, antes de uma nova turma entrar, reabastecemos as prateleiras, de forma que todos tenham condições de encontrar a peça que precisam. O mais importante para nós é o respeito e a organização”, destacou a presidente.

Ainda de acordo com Néia Bueno, o agradecimento é fundamental. “Gostaria de mais uma vez agradecer a população de Cândido Mota, que mostrou novamente o quanto o coração é quente de solidariedade e mais uma vez aderiu à campanha, o que resultou em milhares de peças doadas. Não posso deixar de agradecer também todas as pessoas que participaram do dia da mobilização, como o Tiro de Guerra de Assis, escoteiros, bombeiros, perueiros, alunos de escolas e faculdades como Unopar, Unip, Ieda, Fema, servidores municipais, entidades como Amas e Centro Vocacional, Escola da Família da escola estadual José dos Santos Almeida, enfim, voluntários representando vários setores. Também na etapa seguinte, que foi a separação das roupas, além de voluntários do Fundo Social, houve a participação importante dos alunos do Centro Vocacional. O Fundo Social tem no seu nome a palavra solidariedade, é isto que buscamos e levamos”.

 

entrega agasalho3

 

Neia Bueno também falou dos comerciantes que colocaram seus estabelecimentos como ponto de coleta. “Agradecemos a cada um destes parceiros que acreditam no trabalho do Fundo Social e colocam seu estabelecimento a serviço em favor da população mais necessitada”, frisou a presidente do Fundo Social.

O prefeito Roberto Bueno, mais uma vez ressaltou a importância da ação. “A Campanha do Agasalho é sólida, e a população mais necessitada é a beneficiada. A solidariedade aquece quem recebe e quem doa. Por isso, mais uma vez agradeço a cada cidadão que participou desta campanha, encampada pelo Fundo Social de Solidariedade do nosso município. A população mais uma vez entrou no clima da solidariedade e doou as peças para a campanha, o que fez com que muitas famílias pudessem ter um inverno com menos frio”, salientou o prefeito Roberto Bueno.

 
« InícioAnterior12345678910PróximoFim »

Página 2 de 264

Pesquisar Google

Google

Área Restrita



Links


  banner esic

 

nota_fiscal_-_icone.jpg

  




Prefeitura Municipal de Cândido Mota - Rua Henrique Vasques, 180 - CEP 19880-000 - Telefone (18) 3341-9350 - Cândido Mota - SP