Cândido Mota realiza ‘roda de conversa’ com servidores e funcionários da Santa Casa

setembro amarelo1

Em alusão ao Setembro Amarelo, mês de conscientização sobre a prevenção do suicídio, a Secretaria de Saúde de Cândido Mota realizou rodas de conversas com servidores municipais e funcionários da Santa Casa de Misericórdia Imaculada Conceição. A ação foi desenvolvida pela coordenadora do Caps, Fabiana Andrade, que disse ‘que qualquer pessoa, num momento de extremo sofrimento, pode cometer suicídio, independe de doença patológica’.
Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) alertam que a cada ano mais de 800 mil pessoas morrem de suicídio no mundo. Outra estatística coletada pela agência da Onu aponta que o fenômeno também é a segunda maior causa de morte de jovens entre 15 e 29 anos no Brasil. Os dados alarmantes fizeram com que o tema fosse prioridade na agenda global de saúde, dando vida ao Setembro Amarelo.

 

setembro amarelo2

 

O dia 10 de setembro é considerado o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio, assim como todo mês é dedicado a se falar e pensar a respeito deste tema. De acordo com Fabiana Andrade, falar sobre o assunto, sem considerá-lo ‘pecado’ ou ‘tabu’, é fundamental para a prevenção. Ela disse que o suicídio é definido como um ato deliberado e intencional executado pelo próprio indivíduo, de causar morte a si mesmo. E o comportamento suicida envolve pensamentos, planos ou atos em que o indivíduo cause lesão a si mesmo, independente de qual seja a intensidade, numa tentativa de acabar com o seu sofrimento.
“Trata-se de um fenômeno complexo que envolve diversos fatores: psicológicos (pessoas com quadro de doenças mentais, personalidade impulsiva ou de humor instável, ter sofrido abuso físico ou sexual na infância, transtornos mentais relacionados ao uso de álcool e outras drogas); aspectos sócio-culturais (pessoas com isolamento social, jovens ou acima de 65 anos, indígenas, moradores de rua, desempregados ou aposentados); genéticos; familiares; ambientais ou condições de saúde limitantes (doenças orgânicas incapacitantes, doenças neurológicas, dores crônicas)”, explicou.

 

setembro amarelo3

 

Ainda segundo a coordenadora do Caps de Cândido Mota, ‘é importante, além do mais, compreender o comportamento suicida como um gesto de comunicação, como uma tentativa da pessoa de livrar-se de um sofrimento muito intenso para ela’. “Por isso a escuta aberta, sem julgamento moral ou religioso, encorajando que o outro divida seus sentimentos, é fundamental para que a pessoa se sinta acolhida e fortalecida para construir estratégias de enfrentamento para sua crise”, disse.

 

setembro amarelo4

 

E continuou: “Pessoas que sobrevivem às tentativas de suicídio ou mesmo familiares de pessoas que cometeram o suicídio, também vivem experiências muito dolorosas que envolvem preconceito, vergonha ou medo de serem mal compreendidas. Neste sentido, seja como forma de prevenção, seja como forma de cuidado após a tentativa ou ato, é necessário que se busque ajuda no grupo social a que pertence (família e amigos) e nos serviços e atendimentos disponíveis, como o telefone do CVV – 188, a nível nacional, e os Centros de Saúde ou Centro de Atenção Psicossocial, o Caps, em nível municipal”.
Por fim, ela explicou que anualmente, mais de um milhão de pessoas tiram a própria vida, sendo a décima causa de morte. Uma pessoa comete suicídio a cada 40 segundos no mundo e se continuar esse crescimento que vem ocorrendo nas estatísticas, em 2030, esse índice terá aumentando em 50%’.

 

setembro amarelo5

 

Prevenção
A secretária da Saúde, Amanda Mailio Santana, disse que é importante falar sobre o tema. “A roda de conversa ‘pedir ajuda não é sinal de fraqueza’ é muito importante, já que precisamos falar sobre suicídio, desmistificar este assunto. É preciso entender que se trata de um grau muito forte de sofrimento. A percepção de que o suicídio é o pico de uma dor emocional à qual todos podem estar sujeito”, falou Amanda Mailio Santana.

 

stembro amarelo2


Também participaram da roda o presidente da Câmara de Vereadores Luiz Carlos Nicodemos Guedes, o ‘Carlos Gordo’, e o vereador Lu Zanchetta. “Precisamos discutir este assunto que tanto tem trazido preocupação. Temos visto casos envolvendo jovens e isto é muito preocupante. Precisamos cada vez mais buscar e levar informações sobre a prevenção do suicídio e promoção da saúde”, disse Zanchetta. Já ‘Carlos Gordo’ falou da importância do tema.

 

“Temos que reforçar cada vez mais ações que tratam da prevenção contra o suicídio. Parabéns pela iniciativa e a Câmara estará sempre como parceira nestas atividades”, completou.

 

 
Cândido Mota disputa final da copa estadual de futebol

semi final futebol1

 

As equipes de futebol sub 11 e sub 13 de Cândido Mota, que estão participando do 47º Campeonato Estadual de Futebol ‘Prof. José Astolphi 2018’, fase sub regional da Inspetoria de Esporte Região Assis, a Irel, que está acontecendo na cidade de Palmital, venceram as partidas pela semifinal e disputam a final na manhã deste sábado, dia 29, no estádio municipal de Palmital. Com vitória sobre a equipe de Tarumã por 4 a 2, a equipe sub 11 de Cândido Mota enfrentará a equipe de Assis, enquanto que a sub 13, que venceu por 3 a 0 o time de Pedrinhas Paulista, terá pela frente a equipe de Platina. No sub 15, Cândido Mota foi derrotado por Assis por 1 a 0 e no sub 17 a derrota de 3 a 1 foi para Tarumã.

 

semi final futebol2

 

O município de Cândido Mota entrou no campeonato em quatro categorias: sub 11, 13, 15 e 17, formadas por atletas da escolinha da prefeitura, oferecidas através da Secretaria de Esporte, com alunos da cidade e distritos de Nova Alexandria, Frutal do Campo e Porto Almeida. Para se classificar, a sub 11 venceu todas as partidas: 2 a 0 contra Platina; 10 a 0 em cima de Palmital; 1 a 0 contra Paraguaçu Paulista; e 4 a 2 em cima de Tarumã. O time marcou 17 gols e sofreu apenas 2.

 

semi final futebol3

 

A sub 13 teve três vitórias, contra Palmital por 8 a 0, 2 a 0 contra Paraguaçu e a única derrota de 2 a 0 para Platina; e na última partida, que levou o time para a final, venceu Pedrinhas Paulista por 3 a 0. O time marcou 13 gols e sofreu apenas 2.

Parabéns
O secretário de Esporte e Turismo João Nicolau dos Santos, parabenizou todos os atletas e profissionais envolvidos. “Chegamos à final com duas categorias e as outras duas foram bem também, apesar de não se classificarem. Os atletas que estão representando o município em campeonatos não só no futebol de campo, como salão, atletismo e vôlei, fazem parte da escolinha oferecida pela prefeitura. Agradecemos aos atletas, pais e responsáveis e os profissionais envolvidos no esporte em Cândido Mota”, falou João Nicolau.

 

semi final futebol4

 

O prefeito Roberto Bueno também parabenizou a todos e falou da importância do esporte e educação no município. “Parabéns a todos pelos resultados alcançados até agora, principalmente pelo profissionalismo e dedicação. O retorno das escolinhas no município está sendo muito importante. Temos que incentivar o esporte, já que ele aliado à educação, é uma poderosa ferramenta de inclusão e proteção social”, disse.

 

semi final futebol5

 

E completou: “Temos que a agradecer a Câmara de Vereadores pelo apoio e parceria no retorno ao projeto das escolinhas e também aos profissionais do esporte no município. Vivemos hoje em uma sociedade onde os valores éticos e morais foram praticamente esquecidos e temos visto exemplos todos os dias sobre isso. Temos que ver o esporte como um instrumento que agregue valor à educação e, portanto na formação pessoal das nossas crianças”.

 

 
« InícioAnterior12345678910PróximoFim »

Página 9 de 315

Pesquisar Google

Google

Área Restrita



Links

 

portal


  banner esic

 

 

 

 

nota_fiscal_-_icone.jpg

 

 




Prefeitura Municipal de Cândido Mota - Rua Henrique Vasques, 180 - CEP 19880-000 - Telefone (18) 3341-9350 - Cândido Mota - SP